02
maio
08

[final] Carioca 2008:[RAIO-X] Botafogo x Flamengo

O Flamengo chega à decisão do Campeonato Carioca com ampla vantagem na defesa. O Botafogo, por sua vez, está melhor no meio-campo. No placar final, de acordo com a análise feita pelo GLOBOESPORTE.COM, o Alvinegro ganha por 5 a 4.

Confira abaixo a comparação entre as equipes de Flamengo e Botafogo (o primeiro jogador é sempre do Alvinegro) e a análise tática dos setores.

GOLEIRO
Agência
  • Renan: Promissor, tem o apoio dos jogadores e de Cuca. Credenciado pela boa atuação no primeiro jogo, entra em campo confiante.
Agência
  • Bruno: Em grande fase, é um dos pilares do time. Como o Fla tem a vantagem do empate, garante o bi carioca se não sofrer gol.
Quem leva vantagem: Bruno
LATERAL-DIREITO
Jorge William
  • Alessandro: Seu retorno devolve ao time a força pelo lado direito, ofensiva e defensivamente. Vive bom momento em 2008 e tem feito gols.
Agência
  • Leo Moura: Poupado por 45 minutos no México, teve uma atuação de gala e entra na final com moral. Seu avanços, porém, deixam a defesa desprotegida.
Quem leva vantagem: Leo Moura
ZAGUEIRO CENTRAL
Fred Huber
  • Renato Silva: Deficiente no jogo aéreo, às vezes peca no posicionamento, mas cresceu de produção na temporada e está mais confiante.
Fred Huber
  • Fábio Luciano: Falhou no jogo pela Libertadores, mas sua presença é sinal de segurança e seriedade na zaga. Porém, peca quando precisa sair jogando.
Quem leva vantagem: Fábio Luciano
QUARTO ZAGUEIRO
Agência
  • André Luis: É um jogador mais lento, mas compensa com boa colocação na área. Sabe se antecipar e é um trunfo nas bolas altas.
Reprodução
  • Ronaldo Angelim: Discreto, mas eficiente. Mostra regularidade e apóia muito pela esquerda, com Juan. O maior problema será conter Jorge Henrique.
Quem leva vantagem: André Luis
LATERAL-ESQUERDO
Gustavo Rotstein
  • Zé Carlos: Caiu de rendimento e tem errado muitos passes, mas é voluntarioso e importante para o sistema defensivo. Chuta e cruza bem.
Agência
  • Juan: É outra arma ofensiva. Tem sido mais regular que Leo Moura, mas precisa melhorar nos cruzamentos e prestar mais atenção à marcação.
Quem leva vantagem: Juan
Análise tática da defesa
Botafogo: Com a volta de Alessandro, o time volta a ter um especialista na lateral direita. Como Leandro Guerreiro não se adaptou à função do lesionado Triguinho, Zé Carlos deve jogar como lateral que faz papel de terceiro zagueiro, e a proteção à zaga fica mais forte com Guerreiro ao lado de Túlio. O time precisa da vitória e vai para frente, mas ficará mais bem preparado para os contra-ataques. Flamengo: Com três zagueiros e três volantes, Joel Santana conta com uma defesa forte, até para compensar os constantes avanços dos laterais. Precisa redobrar a atenção nas bolas paradas, ponto forte do Botafogo, e por onde o Fla sofreu os dois gols do América-MEX na quarta-feira. Invicta em 11 partidas no ano, a defesa garante o título se repetir o desempenho, já que o 0 a 0 basta.
PRIMEIRO VOLANTE
Gustavo Rotstein
  • Leandro Guerreiro: Recuperado de lesão, mostrou rapidamente o bom futebol de 2007. Excelente marcador, é outro volante que sabe sair jogando.
Márcio Iannacca
  • Cristian: Atuará mais recuado, como um falso terceiro zagueiro, se Jaílton não jogar. O integrante da “Tropa de Elite” de Joel se destaca na marcação.
Quem leva vantagem: empate
SEGUNDO VOLANTE
Gustavo Rotstein
  • Túlio: Ótimo marcador, sai jogando bem e é um líder em campo, só que a instabilidade emocional pode atrapalhar seu desempenho.
Agência
  • Toró: É o preferido de Joel. Pulmão do time, ele se destaca na marcação e ainda vai ao ataque. Mas tem que tomar cuidado com o excesso de faltas.
Quem leva vantagem: Túlio
MEIA
Ivo Gonzalez
  • Diguinho: É o motor do meio-campo alvinegro e está em grande fase. Marca muito bem e é veloz, com facilidade para chegar ao ataque.
Ivo Gonzalez
  • Ibson: Não brilhou como em 2007. Parece ter reencontrado parte do futebol no México, mas precisa parar de reclamar com o juiz a cada desarme sofrido.
Quem leva vantagem: Diguinho
MEIA
Alexandre Cassiano
  • Lucio Flavio: É o maestro, tem ótima visão de jogo e toque de bola. Erra poucos passes e dita o ritmo, mas está devendo uma atuação decisiva.
Agência
  • Kleberson: Vem irritando a torcida, mas tem a confiança de Joel. Insiste em lançamentos, geralmente ineficientes, mas a experiência pode pesar na final.
Quem leva vantagem: Lucio Flavio
Análise tática do meio-campo
Botafogo: Com Leandro Guerreiro e Túlio lado a lado, Diguinho tem liberdade para chegar mais ao ataque, e o setor ganha em poder de marcação. Lucio Flavio tem a responsabilidade de distribuir as jogadas e levar o time ao ataque, além de poder decidir nos lances de bola parada. Zé Carlos e Jorge Henrique ainda ajudam defensivamente no setor, principalmente pelas laterais. Flamengo: Se peca pela falta de criatividade, ganha pela capacidade de combate. Ibson não tem repetido as boas atuações de 2007, enquanto Toró está longe de ser criativo. Com Renato Augusto em campo, o time ganha um armador, já que ele recua para partir com a bola dominada e municiar os companheiros. Com Kleberson, o time entrará fechado e lançando Souza e Marcinho.
ATACANTE
Alexandre Cassiano
  • Jorge Henrique: Não é o mesmo jogador de 2007, mas o time sente a sua falta. Rápido e habilidoso, tem importante função tática.
Agência
  • Marcinho: Uma das surpresas do ano, ele ajuda na marcação e acredita em todas as bolas. É o artilheiro do time mesmo sem ser titular indiscutível.
Quem leva vantagem: empate
CENTROAVANTE
Alexandre Cassiano
  • Wellington Paulista: Artilheiro do estadual, não marca há três jogos. Tem bom poder de conclusão e é voluntorioso, está sempre presente.
Agência
  • Souza: Seu trabalho como pivô (e desafogo do time) é fundamental, mas tem feito poucos gols. No entanto, costuma marcar em jogos decisivos.
Quem leva vantagem: Wellington Paulista
Análise tática do ataque
Botafogo: Com a volta de Jorge Henrique, o time pode prender mais os laterais adversários, pois o atacante é veloz e cai muito pelas pontas. Wellington Paulista é sempre uma preocupação, pois se movimenta bastante. As triangulações ou jogadas ensaiadas com Zé Carlos, Túlio e Diguinho chegando de trás para concluir são um grande trunfo. Cuca ainda pode lançar Fábio como terceiro atacante. Flamengo: Se Renato Augusto jogar, Souza ficará mais isolado, pois seu companheiro acaba recuando mais do que um atacante normalmente faz. Com Marcinho, o time será mais ofensivo e ganhará em velocidade nas jogadas de área, além de ter maior poder de marcação na saída de bola adversária. Souza certamente terá papel importante ao jogar de costas para o gol, segurando a bola no ataque.
TREINADOR
Agência
  • Cuca: Seu time é solidário, ofensivo e valoriza o toque de bola e jogadas ensaiadas. Peca em improvisos, mas melhorou a defesa.
Agência
  • Joel Santana: Costuma se dar bem quando tem a vantagem do empate. Contra um rival descansado e veloz, recuar o time pode ser uma escolha fatal.
Quem leva vantagem: empate

Anúncios

0 Responses to “[final] Carioca 2008:[RAIO-X] Botafogo x Flamengo”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


maio 2008
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Categorias

RSS Flamengo no GloboEsporte.com

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Indicamos

Acessos desde 10/2007

  • 455,895 flamenguistas

Visitantes Agora

web stats

Aniversário do Blog

Preço do Blog


My blog is worth $9,032.64.
How much is your blog worth?


%d blogueiros gostam disto: